Embalagem

Embalagem inteligente: entenda o que é e conheça exemplos de aplicação

Quando se trata do futuro das embalagens, podemos dizer sem receios que estamos vivenciando o início de uma revolução silenciosa no acondicionamento de produtos.

Antes utilizadas apenas para proteger, preservar e promover a mercadoria, hoje as embalagens estão fugindo do convencional ao receber diferentes aplicações tecnológicas para ampliarem suas funções de embalo e oferecerem uma nova experiência ao consumidor, além de serem criações que levam em consideração a sustentabilidade.

Esse movimento está sendo reconhecido como smartpackaging, um conceito de embalagens inteligentes que surgiu para aprimorar toda a cadeia logística, permitindo que o produtor possa personalizar o invólucro de acordo com a sua mercadoria e atribuir novas funções a eles.

Quer entender melhor do que estamos falando? Explicamos tudo sobre esse novo conceito a seguir!]

 

O que são embalagens inteligentes?

 

Ao mesmo tempo que adota soluções funcionais, preenchendo lacunas do mercado produtivo, uma embalagem inteligente agrega um valor imensurável à marca, resultando em um diferencial competitivo frente a concorrência.

É bom lembrar que o conceito smartpackaging não é bem uma novidade, mas sim uma tendência que vem ganhando força ao longo do tempo, se transformando em uma distinção cada vez mais importante.

Estamos na era da indústria 4.0 e das casas inteligentes, portanto é natural que os produtos que consumimos também sejam contemplados por todo esse movimento.

Mas, falando assim, pode ficar meio difícil de entender todas as possibilidades, não é verdade? Vamos então a exemplos práticos de embalagens inteligentes que já existem no mercado.

 

 

Exemplos de aplicação de inteligência na embalagem

 

O conceito de smartpackaging pode ser dividido em duas categorias: activee intelligent packaging. O primeiro relaciona o produto e a embalagem, garantindo mais proteção e prolongando a vida útil através de recursos tecnológicos.

Já o intelligent packaging busca aplicações inovadoras para melhorar a experiência do consumidor e como ele interage com o conteúdo.

 

Veja alguns exemplos de aplicações:

 

  • Embalagens com ação antimicrobiana que aumentam a vida útil de alimentos, cosméticos ou medicamentos e protegem contra a contaminação por vírus;
  • Embalagens biodegradáveis, que se decompõem em poucas semanas/meses;
  • QR codes que dão acesso a páginas virtuais com mais detalhes do produto, reduzindo a poluição visual do rótulo e continuando a experiência pós-compra;
  • Indicadores visuais (adesivos) que se alteram conforme a passagem do tempo, mostrando se a mercadoria está próxima do vencimento;
  • Recursos que protejam de ameaças de falsificação;
  • Latas de bebidas que resfriaram serem abertas;
  • Indicadores de temperatura em iogurtes.

A aplicação de uma embalagem inteligente acrescenta um diferencial competitivo para a marca. No entanto, sua adoção esbarra em desafios como custos, impacto ecológico ou sanitário, regulamentação, organização logística e, sem dúvidas, o investimento para desenvolver a tecnologia.

Além disso tudo, também é preciso considerar se há demanda para o problema que a embalagem irá solucionar, para que o mercado aceite e consuma a novidade.

De qualquer forma, é correto afirmar que a transformação digital chegou, de fato, ao mercado das embalagens, que está evoluindo junto com seus consumidores.

Quer receber conteúdos como esse direto na sua caixa de entrada e não perder mais nenhuma novidade da Indumak sobre empacotamento automático? Assine a nossa newsletter!

Leia também: 7 inovações em embalagens sustentáveis que você precisa conhecer!

 

 

Deixe um comentário