Categoria: Gestão

10 de maio de 2022

Saiba o que é flexibilidade na linha de produção e veja como implantá-la

Atualmente, existe uma nova tendência de comportamento dos consumidores na qual há uma forte demanda por produtos e serviços cada vez mais personalizados e customizados.

Por este motivo há uma necessidade das indústrias se adaptarem as novas demandas do mercado utilizando a flexibilidade na linha de produção.

A flexibilidade na linha de produção, basicamente, é um sistema que permite um certo nível de adaptabilidade, facilitando a reação às mudanças – sejam elas previsíveis ou não.

O conceito tem sido considerado uma estratégia para otimizar a produtividade, principalmente nas fábricas que possuem um amplo mix de produtos, permitindo que os fabricantes que o adotem sejam os mais rápidos do mercado e operem com menor custo total e maior capacidade de satisfazer seus clientes.

Aqui, você vai entender o que significa uma fábrica flexível, o que ela traz de vantagens para o seu negócio e como implantar a flexibilidade na sua planta fabril.

O que é a flexibilidade na linha de produção?

A flexibilidade na linha de produção está diretamente relacionada a demanda do consumidor. O que exige que as máquinas e equipamentos sejam ajustados de acordo com cada necessidade – conseguindo assim atender a diversas demandas e pedidos dos consumidores.

Ou seja, um sistema flexível se destaca por não seguir um conjunto fixo de etapas. O processo muda de acordo com os requisitos. A continuidade do fluxo de material de uma máquina para outra não é estática, nem a sequência das operações.

Dessa forma, uma linha de produção flexível parte de dois pontos: o uso de flexibilidade no gerenciamento de recursos, como tempo e esforço, e flexibilidade de máquina, que prepara os equipamentos para absorver mudanças no processo produtivo.

Leia também: Como montar uma linha de produção eficiente

Principais vantagens da flexibilidade na linha de produção

Como podemos perceber, a principal vantagem de uma linha de produção flexível é a facilidade em se adaptar e atender a novas demandas específicas, ou seja, produzir produtos variados.

Entretanto, existem outras vantagens que você verá a seguir.

Maior acompanhamento do nível de qualidade

Uma marca pode se destacar, como você já deve saber, ao oferecer um mix variado de produtos e a possibilidade de customização ou personalização.

Entretanto, para garantir ao consumidor estes benefícios, as máquinas precisam ser configuradas com frequência.

Este processo, no entanto, pode reduzir a confiabilidade do sistema, já que eles operam melhor quando funcionam em velocidade constante, sob a mesma carga e condições, certo?

Por este motivo, em uma linha de produção flexível os funcionários têm a missão de fiscalizar e acompanhar o nível de qualidade dos itens fabricados com maior frequência, o que acaba reduzindo os produtos com defeito.

Com isso, acaba-se prestando mais atenção ao processo e as atividades mais repetitivas e operacionais passam a ser executadas por máquinas automatizadas ou robôs.

Equipamentos flexíveis compartilham os mesmos componentes

Geralmente, as fábricas são equipadas com dois tipos de equipamentos para a produção em massa: os específicos para determinada finalidade, e ferramentas não automatizadas que se adaptam a diferentes tipos de uso.

Os primeiros equipamentos economizam tempo, mas falta flexibilidade. Já os segundo são mais caros e podem não atingir sua capacidade total.

Um equipamento flexível, no entanto, costuma ser mais eficiente por compartilhar os mesmos componentes e permitir a reconfiguração das células de trabalho em estações de trabalho móveis, mais leves.

A mobilidade em todo o processo de fabricação permite mudanças rápidas de modelo e suporte a configurações de produção rápidas.

Redução de grandes estoques

A flexibilidade na linha de produção geralmente é acatada quando uma empresa decide atender pedidos sob encomenda, em sua maior parte, personalizados.

Dessa forma, acaba-se aplicando o “just in time”, um dos pilares do lean manufacturing, que significa entregar o que é pedido quando e onde é requerido, eliminando estoques desnecessários.

Leia também: Como sua fábrica pode ganhar mais produtividade e rentabilidade no processo de produção

Como implementar a flexibilidade na linha de produção

Antes de iniciar o processo de implantação da flexibilidade, é preciso definir o tipo de necessidade da sua empresa, que pode variar entre:

  • Possibilidade de personalizar produtos com facilidade
  • Ter resposta rápida para atender a uma demanda repentina
  • Obter o mesmo desempenho na fabricação de diferentes produtos
  • Mobilidade para mudar agilmente de um produto para outro

Além dessas, há outras necessidades que podem ser observadas.

A partir da definição do que a sua fábrica precisa, avalie qual o tipo de força de trabalho ou equipamento de que precisam para aumentar a flexibilidade.

É certo de que a automação industrial fornece suprimentos necessários para as máquinas e equipamentos serem mais flexíveis no processo produtivo permitindo a capacidade de personalizar os produtos conforme cada demanda.

As tecnologias presentes na indústria 4.0 proporcionam mais agilidade e flexibilidade nos processos utilizando dispositivos inteligentes para monitorar o processo e o tornar mais confiável.

Além de investir em automação industrial e tecnologias, encontre formas de medir o tipo de flexibilidade buscado e enfatize o treinamento dos seus colaboradores: o treinamento leva as pessoas para além de uma mentalidade de “é assim que sempre fizemos”.

Tornar uma fábrica flexível é custoso e desafiador, mas fica mais fácil com o tempo – e mais lucrativo.

Gostou de saber mais sobre esse tema? Mensalmente enviamos uma newsletter com notícias, dicas e materiais exclusivos sobre gestão e processos do setor de acondicionamento de produtos. Aproveite e inscreva-se aqui para receber.

 

 

COMPARTILHE:
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin


    Notice: is_404 was called incorrectly. Conditional query tags do not work before the query is run. Before then, they always return false. Please see Debugging in WordPress for more information. (This message was added in version 3.1.0.) in /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/functions.php on line 5663

    Notice: is_search was called incorrectly. Conditional query tags do not work before the query is run. Before then, they always return false. Please see Debugging in WordPress for more information. (This message was added in version 3.1.0.) in /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/functions.php on line 5663

    Fatal error: Uncaught Error: Undefined constant "WP_Rocket\Buffer\WP_ROCKET_PLUGIN_NAME" in /home/blogindumakcom/public_html/wp-content/plugins/clsop/inc/classes/Buffer/class-cache.php:443 Stack trace: #0 /home/blogindumakcom/public_html/wp-content/plugins/clsop/inc/classes/Buffer/class-cache.php(282): WP_Rocket\Buffer\Cache->get_rocket_footprint() #1 [internal function]: WP_Rocket\Buffer\Cache->maybe_process_buffer() #2 /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/functions.php(5107): ob_end_flush() #3 /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(303): wp_ob_end_flush_all() #4 /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(327): WP_Hook->apply_filters() #5 /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/plugin.php(470): WP_Hook->do_action() #6 /home/blogindumakcom/public_html/wp-includes/load.php(1097): do_action() #7 [internal function]: shutdown_action_hook() #8 {main} thrown in /home/blogindumakcom/public_html/wp-content/plugins/clsop/inc/classes/Buffer/class-cache.php on line 443